Sua Conta de E-MAIL

Delegacia Virtual

Visitas - Visits

207255
HojeHoje37
OntemOntem43
Essa SemanaEssa Semana221
Este MêsEste Mês995
TodosTodos207255
54Dot162Dot154Dot91
free counters
eXTReMe Tracker

Seu Endereço WEB

Você está conectado a este site com IP: 54.162.154.91

Cotações - BR

MoedaÚltimoCompraVenda
Dolar/Real
Dolar Tur/Real
Euro x Real
Euro x USD

Rádio On Line

Posição atual da ISS

Enviar a um Amigo

Colaboradores

150 Anos de Nascimento do Padre Landell de Moura PDF Imprimir E-mail
Ter, 10 de Maio de 2011 22:24

O Pai Brasileiro do Rádio.

Em comemoração aos 150 anos de nascimento do Padre Landell de Moura, precursor da radiodifusão no Brasil, os Correios emitem um selo postal em sua homenagem.

Roberto Landell de Moura foi um pioneiro das telecomunicações. Realizou as primeiras transmissões, no mundo, da voz humana a distância e sem fios. Foi precursor da chamada radiotelefonia, que nada mais é do que o rádio tal como é conhecido nos dias atuais.

Natural de Porto Alegre (21 de janeiro de 1861), Landell ordenou-se sacerdote em Roma, em 1886. Além de teologia, estudou física e química na Universidade Gregoriana, em Roma, Itália, e lá começou a esboçar a teoria na qual embasou as suas diversas invenções.

Padre e cientista, Landell realizou as suas pioneiras experiências no final do século XIX. Na mesma época, enquanto os aparelhos de Landell transmitiam a voz, os de Guglielmo Marconi, célebre inventor italiano, que inventou a telegrafia sem fios ou radiotelegrafia, emitiam sinais em código Morse (conjuntos de pontos e traços). O físico canadense Reginald Fessenden também foi um dos pioneiros na transmissão de voz (1900), mas as suas experiências foram posteriores às do brasileiro.

Autodidata na emergente ciência da rádio-eletricidade, Landell executou tudo sozinho. Com escassos recursos financeiros, projetou aparelhos, fabricou peças e testou insistentemente seus dispositivos até obter êxito na transmissão de sons sem fios.

Apesar das inúmeras dificuldades, patenteou os seus inventos no Brasil (1901) e nos Estados Unidos (1904). Nas cartas patentes, Padre Landell recomendou o uso de ondas curtas para aumentar a distância das transmissões, um fato que seria reconhecido mais tarde por outros cientistas. Também transmitiu mensagens através da luz, o mesmo princípio usado modernamente nas fibras ópticas.

Além do rádio, projetou a televisão em 1904 (a invenção oficial é de 1926), foi precursor do teletipo e um dos pioneiros do controle remoto através de ondas de rádio, sempre com esforço próprio.

Padre Landell faleceu no anonimato, em 30 de junho de 1928, na sua cidade natal. A história de Roberto Landell de Moura, um homem à frente de seu tempo, ainda hoje é desconhecida pela maioria de seus compatriotas.

A vida do Padre Landell está contada em vários livros publicados no Brasil e um na Alemanha. Todo o seu acervo encontra-se arquivado no Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRGS).

Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul

 

Última atualização em Ter, 10 de Maio de 2011 22:39